Véu para noivas: dicas, tipos e tendências

Usar ou não o véu? Eis a polêmica! Antigamente (muito antigamente!), o acessório era usado para proteger  a noiva da inveja, dos maus espíritos e de outros possíveis admiradores. O adereço também servia de proteção contra os males naturais como o sol, o vento e até os insetos, acredita? Na Idade Média, ele se tornou um símbolo da nobreza – quanto maior o véu, maior eram as riquezas e o status da mulher.

Sem desprezar as simbologias do passado, podemos dizer que, hoje, o véu para noivas se tornou um complemento (quase essencial!) ao look. Quer apostar?

Entre tipos, estilos e tecidos, vamos aprender sobre esse universo com três grandes estilistas: Carol Hungria, Marie Lafayette e Mariana Kuernez. É hora de (re)descobrir a beleza dos véus!

8

CATEGORIAS E TIPOS

Em geral, eles são classificados como longos, curtos, mantilhas, barrados e voillets. O desafio é encontrar o acessório que vai deixar a noiva linda e confortável.

LONGOS ⇒ eles são lindos e clássicos! Os tamanhos podem variar entre 2,5 e até 6 metros, com uma ou mais camadas.

CURTOS ⇒ o final deste tipo de véu costuma ficar na altura do cotovelo. Para Carol Hungria, eles são muito específicos e é raro ter vestidos que combinem. Já a estilista Marie é mais radical e não é a favor do véu curto em nenhuma hipótese. “Prefiro que a noiva não coloque ao usar um véu curto”, opina.

MANTILHAS ⇒ elas são inteiramente feitas de renda. Superchics, tradicionais e o comprimento pode ser bem longo também.

BARRADOS eles são marcados por acabamentos de renda nas bordas do comprimento e da largura.

VOILLETS ⇒ são acessórios charmosos e autênticos. Alguns cobrem metade do rosto, outros, cobrem por completo. Mas não é regra: voillets podem ficar sobre a franja, um lado só do cabelo ou toda a região da cabeça também.

560822_10200912334585566_345695312_n
Foto Flavio Sullas

TECIDOS

Os véus mais comuns são confeccionados com tule e renda.  O tecido point d’espirit(aquele estampado com poás) também faz sucesso. Véu de organza cristal é mais raro, mas – vez ou outra – algumas noivas que não gostam de tules optam por ele.

Os voillets são produzidos com tecido especiais e próprios para o acessório: tule voilet ou tule voilet francês.

Mais-foto-640x427
Foto Mais Foto

HARMONIA ENTRE O VÉU E O ESTILO DO CASAMENTO

Os tipos de véu sempre vão depender do contexto. A combinação perfeita leva em conta o vestido, o local e o horário do casamento. Como sempre ressaltamos, a personalidade da noiva é sempre o fator principal para a escolha de qualquer acessório.

DSC_0660

CASAMENTOS CLÁSSICOS, LUXUOSOS E SOFISTICADOS

“Um casamento clássico à noite pede um véu longo. O trabalho que será feito nele, se ele vai ser mantilha com bordado ou mesmo liso, depende muito do estilo do vestido” – Carol
Entrada-na-igreja-Michelle-Salgado-e-Marcus-Vinicius-Torres
Véu bordado com renda da Carol Hungria – Foto Renata Xavier
“Casamento na igreja ou catedral, eu aconselho o uso do véu longo ou mantilha. Acho extremamente chic. Dependendo do espaço da igreja, um bonito véu e claro bem longo, de  4 metros a 6 dependendo. A decisão pela mantilha ou véu ficará entre a estilista e a noiva dependendo do estilo do vestido, porém ambos são extremamente chics e apropriados” – Marie
150613_139
Véu e vestido da Marie Lafayette – Foto Giselly Gonçalves
“Para casamentos tradicionais à noite e em lugares fechados, a noiva pode abusar do tamanho do véu se quiser” – Mariana
ANNA-QUAST-RICKY-ARRUDA-carol-e-luiz-guilherme
Foto Anna Quase e Ricky Arruda

CASAMENTOS NO CAMPO, NA PRAIA E AO AR LIVRE

“Para casamentos diurnos, seja na praia ou no campo, usar um véu longo, porém com pouco tule e pouca informação, funciona mais. Fica lindo só aquele tule bem delicado saindo do penteado e passando a cauda do vestido. Já os voillets combinam com vestidos mais moderninhos em cerimônias mais informais, sejam elas de dia ou à noite” – Carol
montagem-vestido-da-noiva
Voillet de Carol Hungria – Foto Marina Tomar
“O voillet combina bem com casamentos de dia e ao ar livre. Na minha opinião,  um voillet para casamentos noturnos, em igrejas ou catedrais, não é muito apropriado” – Marie
votos-da-noiva-casamento-moderno
Voillet da Cida Flores – Foto Prime Foto Cinema

OS VÉUS QUERIDINHOS DAS ESTILISTAS

Gosto não se discute! Cada véu tem seu charme, mas sempre tem aquele que faz o coração bater mais forte. Descubra qual é o “xodó” das estilistas!

VÉU LONGO DE TULE

“Um véu de tule combina sempre com todos os vestidos. Ele pode ser mais simples com uma camadinha ou mais rico com muitas camadas para ficar mais imponente. Seu comprimento pode variar de acordo com a cauda do vestido, mas os longos que passam pelo menos um metro da cauda são os meus preferidos” – Carol

MANTILHAS

“Sou apaixonada por mantilhas! Acho lindo uma mantilha toda feita á mão, com rendas trabalhadas nas bordas e no meio do tule francês. Imponente e extremamente clássica, acredito que a mantilha faz um bom complemento ao look da noiva” – Marie

MANTILHAS AO QUADRADO

“Como eu amo rendas, as minhas preferidas são as mantilhas. Acho que dão um ar “romântico ao look. Mas essa escolha vai depender muito do vestido” – Mariana

ATENÇÃO! LOCALIZAÇÃO E HORÁRIO INFLUENCIAM SIM

Opinião unânime entre as estilistas, o local e horário do casamento são os critérios fiéis para determinar a escolha do véu para noiva. Na verdade, é preciso ficar de olho no conjunto completo. Para não errar, a equação funciona assim: quanto mais suntuoso for o estilo do casamento, maior pode ser o tamanho do véu. Segundo Mariana, funciona também de acordo com o tamanho do espaço da cerimônia. “Se for numa igreja grande, o véu pode ser maior. Se for num local pequeno, ele pode ser menor”, ensina.

O bom senso sempre é uma excelente bússola. Cada espaço tem uma atmosfera. “Uma noiva não pode casar na praia com um véu de 6 metros ou na igreja às 8h da noite com um voillet”, alerta Marie.

00356_20150530RR

fotovilsonguimaraes-3

00523_20130608RV-M

ENFEITANDO O VÉU!

Rebordar com cristais traz um efeito reluzente ao acessório. As pérolas, como sempre, dão um visual chiquérrimo, porém não fica bem com todos os tipos de vestido. Tule de poás são fofos e românticos e combinam mais com vestidos mais lisos. Cuidado! Só não vale abusar para que nada seja ofuscado.

Criatividade é o que não falta para enfeitar o voillet. Flores de tecido, laços, fitas de cetim e tiaras bordadas são lindas e delicadas.

mg_8996

IMG_5171FFF_4193tr

Fonte: Site Inesquecível Casamento (texto por Andreia Coutinho)