Por quê o vestido de noiva é branco?

Quando pensamos em vestido de noiva, quase sempre vem à nossa mente aquele vestido super branco e romântico. Mas, você já se perguntou o porquê da tradição do vestido de noiva branco?

Conheça a história por trás desse costume, afinal, tudo sempre tem uma razão 🙂

A origem do casamento

Antes de se pensar em vestidos e na cor do mesmo, é preciso entender como surgiu o casamento em si.

As primeiras informações que nos chegam sobre cerimônias matrimoniais são as bíblicas, onde os cônjuges, para serem expostos publicamente em cerimônia religiosa, eram preparados por suas famílias com banhos especiais e com o uso em suas peles de óleos aromáticos.

A cerimônia religiosa tinha por objetivo pedir as bênçãos divinas para a nova união e se dava pela determinação das famílias, visando a continuidade da ética comunitária e a manutenção dos limites territoriais.

Temos também informações sobre o casamento entre o povo grego, em que os pares eram formados ao gosto dos pais quando as crianças completavam sete anos. A cerimônia se realizava quando o rapaz completava treze anos e deixava a casa materna.

Entre os romanos civilizados a cerimônia de casamento era diferenciada das outras cerimônias civis através do traje, que era preparado unicamente para esta ocasião, quando a noiva vestia uma túnica branca e se envolvia com um véu de linho muito fino de cor púrpura. Este véu tinha o nome de FLAMMEUM. Nesta ocasião, a jovem arrumava o cabelo com tranças e ornava com uma coroa de flores de verbena. As flores, num casamento, sempre foram sinônimo de fertilidade.

Durante a Idade Média, a cristianização do ocidente trouxe novos costumes matrimonias. A coroação de Carlos Magno, no ano 800 d.C tornou o casamento um sacramento religioso, com forte carga social e simbólica, carga esta, que em grande parte perdura até os nossos dias.

Neste momento, a união dos cônjuges passou a se dar através de uma cerimônia religiosa que sacramentava a união de duas famílias e de seus patrimônios.

O vestido de noiva surgiu neste período com a função específica de apresentar para a comunidade as posses da família da moça. Sua simbologia era a do poder e sua função era social.

Era muito comum a realeza casar por negócios, o que nem sempre era uma decisão feliz para os noivos e por isso a necessidade de se pensar em mostrar o quão rica aquela família era na hora de escolher o vestido da noiva.

Como eram os vestidos?

Mais do que uma veste nupcial, o vestido de noiva, resgata pedaços da cultura, da religiosidade e da história da humanidade. Seus tecidos, volumes e complemento, simbolizam a magia que envolve a união dos cônjuges e demonstram a profundidade do conceito de Amor para as culturas do ocidente.

Durante a Idade Média, a noiva era apresentada com um vestido vermelho ricamente bordado e sobre a cabeça um véu branco bordado com fios dourados. O vermelho representava a capacidade da noiva de gerar sangue novo e continuar a estirpe. O véu branco falava da sua castidade.

No caso da Renascença Italiana as noivas usavam vestidos de cores variadas, entre elas o vermelho e preto. Os vestidos eram grandes ornamentos e brilhavam os olhos pela beleza e pela quantidade de pedrarias preciosas que tinham.

Como surgiu a tradição do vestido branco?

Há muita controvérsia sobre quem usou primeiro. Alguns dizem que na Grécia Antiga já tinha essa tradição por causa do deus Hymenaeus, o deus do casamento. Mitologias à parte, Mary Stuart, rainha da Escócia e França no século XVI usou um vestido com detalhes em branco em homenagem a sua mãe.

Mary Stuart, rainha da Escócia e França.

No século XVII, Maria de Médici usou um vestido de cetim branco com joias preciosas e muitos detalhes em dourado, pois não estando contente com sua união, decidiu se rebelar. Muitos consideram Mary Stuart pioneira da tradição e outros Maria de Médici.

Maria de Médici, rainha da França e Navarra.

Mas a grande popularidade desta tradição veio com a rainha Victoria, do Reino Unido que se casou por amor e usou um modelo cheio de rendas, completamente branco e para a surpresa de muitos, ousou em usar um véu, algo que naquela época, não era um costume. Seus súditos então, em sua homenagem começaram a usar e popularizar o branco no vestido de noiva.

Rainha Victória, Reino Unido.

A modernização da moda noiva

Com o passar dos séculos e a invenção da máquina de costura, novos modelos de vestidos de noiva começaram a aparecer.

No século XX e XXI a moda veio se aperfeiçoando, passando por mangas bufantes, exuberantes tecidos, saias cheias, golas altas, diferentes tipos de decotes e cortes inovadores, tudo sempre muito à frente do tempo.

Princesa Diana, no Palácio de Buckingham, Londres 2007.
Princesa Diana, no Palácio de Buckingham, Londres 2007.

E hoje, o que é a moda?

Hoje em dia as noivas têm mais liberdade, podem usar um decote (com bom senso, claro), tomara que caia, transparência, cores variadas, sereias, babados, longos, curtos, etc. Já falamos aqui no blog sobre cores e tipos de vestidos para cada corpo, mas assim como antigamente não haviam cores tradicionais, essa tendência voltou, um tanto mais reservada, mas hoje você pode escolher cores como o off whitecappuccinonude e o ivory, envoltos com bordados luxuosos, brilho, transparência e elegância.

É preciso lembrar que alguns detalhes farão toda a diferença, como: qual é sua idade, seu tipo físico, seu estilo, como será sua cerimonia, se terá festa, se será em espaço fechado ou ao ar livre, se será de dia, tarde ou noite, se será algo mais intimista ou para 500 convidados… Tudo isso deve ser levado em consideração. Fique atenta aos detalhes e aos excessos, aliás excessos estão fora de moda, em tudo!

Veja abaixo alguns modelos para se inspirar e guardar na sua “pastinha” de casamento 😉

Casamento Real: Kate Middleton e Príncipe William, Londres 2011.
Delicacy Maison, REF: TRISSE.
Delicacy Maison, REF: TAYCA.
Russia Noivas
Russia Noivas
Ellie Saab
Nova Noiva, modelo Gérbera.
Nova Noiva, modelo Hibisco.

Com toda essa longa história, o podemos dizer é que cada noiva deve se casar com a cor que quiser e com o modelo que fizer os seus olhos brilharem, afinal, é o vestido que escolhe a noiva! rs 😉

Aproveite seu momento, curta sua festa, prove todos os docinhos, dance muito, demonstre sua felicidade e compartilhe este momento com seu convidados, esse momento é único! ❤

Beijos das Due, Cris e Vivi!

Fontes: Russia Noivas e Claudia Castellan.

Como fazer um casamento virtual e comemorar essa data?

A pandemia do coronavírus (Covid-19) ocasionou na mudança de planos de muitos casais. Embora seja um momento desanimador para muitos, certamente existem pontos positivos nessa jornada – se você estiver disposto a ser um pouco criativo.

Sabemos que casais marcam o casamento em datas especiais, como a data do primeiro beijo, ou aniversário de namoro. Por isso, nossa sugestão é não deixar de usar esse dia. É claro que nada substitui o encontro real, e a celebração presencial que acreditamos que em breve acontecerá, mas são maneiras de ressignificar esse momento. Afinal, os sonhos e o amor não foram adiados.

Em pesquisa realizada pelo Casar.com em abril, mais de 70% dos casais disseram que remarcaram o casamento ainda para esse ano, demonstrando que a comemoração irá sim acontecer, apenas em outro momento. Esses dados aquecem nosso coração, pois mostram que a decisão de estar juntos se mantém independentemente das dificuldades externas

Felizmente, atualmente existem muitas maneiras de celebrar uma data especial. E 2020 trouxe tanta criatividade quanto suas adversidades. Pensando em como transformar a frustração do adiamento do casamento em esperança, colocamos abaixo algumas dicas para te ajudar a comemorar a data que seria o seu grande dia.

Casamento virtual

O casamento virtual nada mais é do que a celebração do seu grande dia por videoconferência e/ou por transmissão online. E esse formato já é realidade em tempos de pandemia. Seja para celebrar a data original ou para não adiar ainda mais a oficialização da união civil, essa foi a saída que muitos casais encontraram para esse momento, como uma chance de celebrar a união com muito amor e emoção.

Casamento no civil

O casamento online pode ser realizado de várias formas. Uma delas é que o casal pode ir até o cartório de registro civil para assinar a papelada oficial com duas testemunhas e transmitir tudo ao vivo para os familiares e amigos através de uma rede social, como o Instagram ou Youtube, por exemplo. Lembrando sempre de seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde, para sua segurança e de todos.

Outra forma, é realizar o casamento civil por videoconferência, ou seja, o casal nem precisa comparecer ao cartório. Em alguns estados como Alagoas, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe já é possível realizar o casamento virtual. E é claro, transmitindo ao vivo para os convidados esse momento tão importante.

Casamento
Primeiro casamento virtual realizado em Belo Horizonte (MG).

Cerimônia de celebração

Você pode ainda, fazer a celebração do seu grande dia com uma cerimônia dirigida por um celebrante, padre ou pastor. Esse formato também pode ser realizado via videoconferência, para que tanto a cerimônia aconteça online, quanto as pessoas queridas possam assistir.

Em qualquer forma escolhida, ninguém fica de fora da comemoração e da maior emoção: a oficialização da união tão esperada e planejada do casal. A festa ficará para depois, mas o casamento online já pode ser realidade para você. Afinal, até o dia da festa chegar, existem outras formas de celebrar, e a tecnologia veio para aproximar. E sabemos que ser pela internet não afeta em nada o amor que vocês receberão.

Fonte: Site Oficina das Noivas

Como casar pela internet?

O primeiro passo é escolher qual o formato de casamento que irá seguir, se envolverá cartório, ou se será apenas celebração. Feito isso, converse com os envolvidos para acertar os detalhes.

O segundo passo é selecionar a plataforma que mais gostar, ou que melhor te atenda, para fazer a cerimônia ao vivo. Algumas opções para lives ao vivo são Instagram, Facebook e Youtube. Já para videoconferências temos o Zoom e Hangouts como os mais utilizados.

Depois, é só convidar as pessoas que são especiais para vocês. E para isso, você pode usar o seu site de casamento e colocar todas as informações lá, como data, horário, plataforma que será utilizada e o link.

Você também pode enviar um save the date personalizado. Dentro do site de casamento do Casar.com, há uma ferramenta para criação de Save the Date para você editar, baixar e enviar para seus convidados.

Fonte: Site Uol

Fornecedores do grande dia podem ajudar

Independente do formato que você escolheu para celebrar o dia em que seria o seu casamento, comidas, doces, bebidas e decoração são sempre bem-vindos não é mesmo?

Nesse período, muitos fornecedores do mercado de casamento se adaptaram e se reinventaram. Verifique a disponibilidade e custo para te enviarem uma quantidade dos itens do casamento nesta data. Uma opção, é adiantar alguma degustação que estava pendente de fazerem.

Muitos buffets, estão fazendo o serviço e entrega de degustação para casamento. Empresas de bolos, docinhos e bem-casados também. Salões de beleza e maquiadores estão dando aula online para se arrumar em casa, e decoradores, e floristas estão fazendo buquês e lapelas. Então, vale pesquisar para deixar esse dia ainda mais gostoso e com a cara de vocês.

Uma boa empresa de Assessoria pode ajudar muito vocês em todas essas etapas, principalmente com os fornecedores, e se você ainda não tem uma Assessora, conte com a Due, ficaremos felizes em ajudá-los! Aguardamos o seu contato! ❤

Fonte: Blog Casar.com

6 coisas que SÓ a sua Assessora de Casamento pode fazer por você!

Reunimos seis razões para você se convencer de que amigas ou familiares não podem te ajudar na organização do seu casamento da forma que uma assessoria profissional fará para você.

Foto: Mauricio Vieira e Márcio Savoine Fotografias.

É muito comum você ter uma prima ou amiga muito apaixonada por casamentos (ou que já casaram) que querem ajudar nas indicações de fornecedores ou a sua mãe, irmã e tia que fazem questão de estar presentes em todas as etapas da preparação do casamento. E nós entendemos que a noiva quer estar cercada de pessoas próximas no dia mais importante da sua vida e em cada fase dos preparativos, mas iremos apontar aqui uma série de razões para que os noivos tenham profissionais especializados ao seu lado.

E não é apenas no dia do casamento que uma equipe de Assessoria vai garantir o sucesso do evento. Na etapa de preparação da cerimônia e da festa ter um profissional ao seu lado pode garantir, entre outras coisas, que o casal de noivos consiga se manter dentro do orçamento preestabelecido.

1. Indicar profissionais que se enquadram no perfil de vocês

Para encontrar fornecedores que ofereçam serviços adequados ao estilo e ao orçamento do casal, conhecer a reputação destes profissionais no mercado e dar uma orientação financeira realista é preciso ser atuante no mercado de casamentos.

Alguém que não está em contato com esse mercado não tem a mesma capacidade para fazer essa avaliação como uma Assessoria profissional. Além disso, é comum os noivos terem um orçamento limitado mas sonharem com um casamento grandioso, com itens caros e refinados. A assessoria vai ajudar a alinhar expectativa e realidade, de modo a não frustrar o sonho do casal.

Foto: Wagner Maia

2. Ajudar na negociação com os fornecedores

Como profissional que realiza diversos eventos e casamentos, a assessora é alguém que tem acesso a parcerias com vários fornecedores e um “poder” de negociação muito forte, afinal, ela indica esses profissionais para inúmeras noivas. Hoje em dia são muitos detalhes e fornecedores envolvidos em um evento, e todos com prazos a cumprir, além do orçamento a ser controlado. É fácil ficar estressado no meio de tantos itens, já que os noivos geralmente têm outros compromissos, além do casamento, que também demandam tempo e dedicação.

Foto: Willian e Priscila Lima

3. Controle da lista de convidados

Esse item é quase sempre um desgaste emocional para todos os noivos. Casar com festa custa caro, por isso a elaboração da lista se torna um desafio para os noivos que pensam em um custo específico para o casamento. A família acaba interferindo nesse processo e muitas vezes é motivo de discussão entre todos. 

Imagina a sua mãe recebendo a sua lista e descobrindo que você não vai chamar aquele seu primo distante? Ou ainda a sua prima sabendo que o namorado/ficante/rolo dela não foi convidado?

Uma assessoria de casamento vai orientar os noivos com a lista inicial e depois cortar as pessoas mais distantes. A opinião de um profissional pode ajudar a apaziguar os ânimos nesse momento tenso.

Foto: Celso Vick

4. Cuidar do RSVP

Quando há pessoas da família envolvidas no RSVP (Répondez S’il Vous Plaît, expressão francesa que significa “responda por favor” para confirmação de presença), os convidados podem se sentir obrigados a confirmar presença apenas para evitar o constrangimento de dizer não a alguém próximo dos noivos com receio de criar uma indisposição. E um evento que tem um número alto de convidados que confirmam presença, mas não aparecem, tem maiores chances de se tornar um desastre.

Foto: arquivo Due

5. Acompanhar a montagem da festa

Sejamos realistas: é impossível que a sua mãe, tia ou prima consiga se aprontar e ficar linda para o seu casamento se tiver que tomar conta da arrumação do casamento entre móveis, flores e plantas sendo arrastados de um lado para o outro. A situação fica ainda mais complicada se você pensar na possibilidade de um imprevisto e no jogo de cintura que ela vai precisar ter para resolver tudo sem deixar os noivos tensos. Não parece uma boa ideia, certo?

Além dela não ser uma profissional da área e por isso não estar acostumada com todos os imprevistos comuns a um evento, ela é sua convidada e merece se divertir como todos os outros, ao invés de se preocupar com a comida e bebida que está sendo servida, com a coordenação das músicas dos momentos-chave ou até mesmo com a limpeza dos banheiros, concorda?

Foto: arquivo Due

6. Garantir que tudo ocorra bem

Será que a sua amiga tem capacidade e conhecimento para organizar o cortejo corretamente na igreja? Quem irá dar o sinal de entrada das músicas enquanto ela abre a porta da igreja para a noiva? E se ela não for ágil o bastante para coordenar a sessão de fotos diminuindo o tempo dos noivos fora da festa? Quem irá coordenar a chegada dos noivos ao salão, músicas a serem tocadas e a dança? Será que ela sabe o momento adequado para jogar o buquê, para a entrada de atrações e distribuição de lembranças?

Foto: Stylos Digital

Diante desse cenário de preocupações, dúvidas e correria do dia a dia, a assessora de casamentos é fundamental para tranquilizar e auxiliar o casal, atuando como um misto de anjo da guarda, psicóloga e fada madrinha. Essa profissional está acostumada com o stress e com a pressão que eventos como esse demandam.

Super dica: Mesmo que você seja uma noiva super organizada, que não enforcou o noivo e que conseguiu manter a sanidade mental durante todo o período pré casamento sem ter uma assessora, contrate-a para coordenar o seu evento na íntegra para que você e seu amor curtam ao máximo esse dia tão esperado.

Foto: acervo Due
Foto: arquivo Due

Fonte: Zankyou Brasil

10 razões para um Elopement Wedding

Você já ouviu falar em Elopement Wedding?

Essa tendência ainda é tímida no Brasil, porém, muito comum em outros países. Elope, em inglês, significa fugir, e a expressão “elopement” era usada para se referir a casais que fugiam para se casar, geralmente sem o consentimento das famílias. O termo foi repaginado com o passar do tempo e, hoje, consiste em realizar um casamento mais reservado, a dois ou com pouquíssimos convidados.

1. O foco é a união

Esqueça a ostentação de um evento grandioso, o foco principal desse tipo de celebração é unicamente a união de duas pessoas que se amam.

01-casamento-com-vista-para-as-montanhas

Darren Roberts Photography via Junebug Weddings

09-troca-das-aliancas

Jennifer Moher via Junebug Weddings

2. Não se preocupe com o local

Ao contrário das preocupações dos casamentos tradicionais, no Elopement, o casal viverá o momento em meio a muita tranquilidade. Eles podem ter a primeira dança na frente da Torre Eiffel ou até mesmo comemorar a união enquanto admiram a natureza do alto das colinas. Longe de qualquer preocupação com o buffet, a acomodação dos convidados e os inúmeros detalhes da festa, o casal celebrará a união de maneira única.

18-inspiracao-de-elopement-wedding

Julia Madden via Junebug Weddings

11-casamento-a-dois-com-paisagem-incrivel

Cheesen Click via Junebug Weddings

14-casamento-nas-montanhas

Charleton via Junebug Wedding

3. Fotos impressionantes

Se você ainda não tinha se deparado com uma foto de um casamento a dois, vai se impressionar com tamanha beleza. A paz que esse tipo de celebração proporciona, permite uma conexão mais profunda entre os noivos e tudo ao redor.

04-fotos-impressionantes-de-casamento

Lukas Piatek via Junebug Weddings

03-inspiracao-de-elopement-wedding

One Edition

02-casamento-em-fernando-de-noronha

Julia e Camila Fotografia via Constance Zahn

12-fotografia-impressionante-de-casamento

Dany O’Day via Junebug Weddings

20-casamento-na-floresta

Tricia Victoria Photography via Junebug Weddings

4. Econômico

Sim, realizar um elopement wedding é econômico. Grandes despesas não serão necessárias para a realização de uma cerimônia tão intimista. Assim, o casal poderá direcionar o dinheiro para o transporte até o local escolhido, a reserva do hotel ou para algum serviço contratado.

05-casamento-a-dois

Jacquelyn Portolese

5. Look dos noivos

Nenhuma celebração permite tanta liberdade quanto o casamento a dois. Neste, não há espaço para julgamentos e palpites em relação ao que vestir. Portanto, os noivos podem usar o que desejarem, sem regras.

04-noiva-com-vestido-estampado

Frankee Victoria 

02-looks-diferentes-para-casamento

Cat Mayer Studio via Junebug Weddings | Boho Weddings | Frankee Victoria

6. Convidados

Imagine ter apenas a natureza ou alguns convidados íntimos como testemunhas. Se você não leva jeito para recepcionar convidados ou se a obrigação de suportar a presença de convidados indesejáveis te apavora, um casamento intimista combina com você.

02-elopement-wedding-com-poucos-convidados

One Edition

01-convidados-casamento-intimista

One Edition

casamento-somente-com-as-testemunhas

Victoria Carlson via Junebug Weddings

7. Planejamento

Mesmo sendo simples, é necessário um pequeno planejamento. O fator principal é o local, pois ele definirá as demais necessidades, como comprar passagens áreas, reservar hotel com antecedência e encontrar um celebrante. Com a ajuda de uma Assessoria, tudo ficará mais tranquilo!

19-casamento-com-celebrante

Junebug Weddings

8. Comes e bebes

Fica a critério do casal decidir se haverá ou não comidas e bebidas. O casal pode servir um prato especial após a cerimônia ou ir a um restaurante. Independente da escolha, uma boa dica é levar vinho ou espumante para uma breve comemoração.

01-brinde-dos-noivos

B. Matthews Creative via Junebug Weddings

02-mesa-de-comidas-para-um-casamento-intimista

B. Matthews Creative via Junebug Weddings

03-food-truck-no-casamento

Frankee Victoria

9. Não precisa de festa, mas pode ter

Se você se encantou com esse estilo de casamento, mas ainda assim deseja festejar com amigos e familiares, não se preocupe: reúna as pessoas importantes e faça uma recepção para compartilhar a alegria. A festa pode ser feita dias, semanas ou até meses depois do enlace.

06-elopement-wedding-com-poucos-convidados

Tyler Branch via Junebug Weddings

10. Sensação de paz e liberdade

Percebeu que falamos muito em liberdade de escolha e paz? São justamente essas sensações proporcionadas que fazem tantos casais sonharem com um Elopement Wedding.

13-casamento-com-paisagem-de-tirar-o-folego

Dylan m Howell

06-casamento-no-campo

The Kitcheners via Junebug Weddings

Fonte: Site Enoivado

Mini Weddings em São Paulo

mini wedding sp
Foto: Wellington Feitosa – Instagram Casa Quena

Os mini weddings são ideais para os casais que buscam uma cerimônia mais intimista e romântica. A ideia é reunir amigos e familiares próximos para uma   celebração onde os noivos conseguem dar uma atenção maior a cada um dos convidados.

São muitos os motivos que levam um casal a optar por um casamento mais intimista, com menos convidados. Pode ser o valor a ser investido (que claro, é menor), por ser o segundo casamento (e o casal já ter outras prioridades, e também menos convidados em comum), ou pode ser por opção mesmo.

Seja qual for o seu motivo, existem lugares lindinhos, aconchegantes, com uma comida deliciosa e, principalmente, com exclusividade para você que deseja este tipo de celebração.

Ontem conheci um destes lugares, num jantar em que fomos convidadas para um evento: o “Cozinha de Afeto“, do chef Mário Galluzzi.

Ele é uma simpatia de pessoa, está sempre lá, criando, cozinhando e servindo com sua equipe, conversando com seus clientes, “batendo papo”, colhendo feed backs sem medo, pedindo opiniões sinceras e sorrindo para todos.

A FILOSOFIA

“Nossa Cozinha de Afeto é resultado do encontro de Comfort Food com a Criatividade. Um estilo culinário que combina o espírito criativo do Chef com pratos familiares que nos transportam de volta às nossas casas e revivem, através do paladar, as memórias mais agradáveis e reconfortantes. Sempre com um quê de surpresa!

Os cardápios são elaborados com ingredientes sazonais e, sempre que possível, orgânicos e de produtores locais. Vários dos temperos utilizados em nossa cozinha são colhidos frescos, na horta do nosso belo jardim.”

Filosofia

O ESPAÇO

“Temos muito orgulho de nosso Espaço Gastronômico. Ele foi pensado para ser ‘a sua casa longe de casa’, com ambientes super aconchegantes, para você se sentir bem à vontade. Inspirado nas vilas italianas, em frente ao nosso jardim, há uma grande mesa para refeições ao ar livre, onde, por vezes, nos sentimos em plena Toscana.

No segundo andar, temos uma sala de reuniões e workshops totalmente equipada para até 20 participantes. Com sacada e vista para nosso jardim, pensamos neste ambiente para quem, assim como nós, acredita que trabalho e prazer combinam perfeitamente!

Já a nossa cozinha é um show à parte! Totalmente aberta, foi criada para que todos possam ver o Chef e sua equipe em ação. Afinal, em casa também não é assim?”

Quando fui procurar o restaurante no Google, me deparei com algumas fotinhos de casamentos realizados lá, e me lembrei daqueles casamentos de antigamente, na época em que se casava em casa. Achei uma delícia! (Eu, que tive um casamento somente para 40 pessoas, achei chique haha).

O local tem uma escada para a noiva aparecer linda, lá de cima e entrar com toda pompa. Confesso que, como convidada ontem não procurei se há outro acesso para pessoas com dificuldade de locomoção…

Outra particularidade, para quem tem poucos convidados – e nestes casos eles interagem mais do que num casamento com mais pessoas- são as mesas comunitárias (acervo do próprio restaurante), que dão um toque “casa da Mama” para o evento.

Além disso, a decoração permite que a noiva leve da casa da mãe, da avó ou dela mesma, elementos particulares que compõe parte da sua história de vida e de família, não é fofo?

Agora aquela pergunta básica das noivas que estão lendo este artigo rs… “Preciso de uma organizadora para este tipo de evento?” Sim! Sempre ajuda ter uma pessoa responsável pelos detalhes escolhidos, que não faça parte dos seus convidados, não é mesmo? Nada de deixar aquela “tia” que gosta de conversar para esta tarefa, ou sua irmã, ou mesmo uma amiga… Até porque elas querem (e devem) se divertir! 🙂

Além deste, São Paulo tem muitos espaços charmosos e aconchegantes disponíveis para se realizar uma cerimônia intimista e romântica.

Veja os tops 10 de espaços para Mini Wedding, segundo a revista Icasei.

mini wedding sp
Foto: Beta e Borelli – Instagram Casa Quintal

Beijos da Cris! 💜💜